POÉTICA NO DESASSOSSEGO: drama pessoal, mudanças e resiliência em Rubem Alves

Anaxsuell Fernando Silva

Resumo


Este artigo é o desdobramento de investigação a respeito da vida de Rubem Alves (1933-2014), teólogo, psicanalista, escritor, cronista e educador brasileiro para tese doutoral. Neste texto, de maneira específica, discute-se o percurso de vida desse autor no que tange à sua singularidade da sua experiência– de pastor-teólogo a cronista do cotidiano e escritor de contos infantis. Contrastamos sua experiência acadêmica com sua militância religiosa para sugerir uma mudança de vértice ao longo de sua trajetória. Isto é, a produção teológica de Rubem Alves esteve inicialmente sustentada em perspectivas religiosas, no âmbito do humanismo político. E, ao longo de suas travessias transformou-se numa literatura heterodoxa, poética com ênfase na magia, utopia e imaginação. Nesse sentido, problematizamos a relação entre sujeito e realidade externa expressa por sua capacidade de construir novos mundos, atribuir novos sentidos à vida, abrir-se ao simbólico e ao devir; e não, pelo adaptar-se passivamente à realidade exterior submetendo-se a ela.


Texto completo:

PDF

Referências


Alves, R. Religión. ¿Opio del pueblo?. IN: Gutiérrez et al. p. 77-110

ALVES, Rubem A gestação do futuro. Campinas: Papirus, 1987

Alves, Rubem. A religião: Patologia ou busca de sanidade? Revista Eclesiástica Brasileira. Nº 32, 1972, p. 929-935.

ALVES, Rubem. O flautista mágico. Tempo e Presença, n. 209, jul. 1986

AlVES, Rubem. Ostra feliz não faz pérola. São Paulo: Editora Planeta, 2008.

ALVES, Rubem. Pôr-da-lua. Jornal de psicanálise. São Paulo, v. 46, n. 84, jun. 2013.

ARENDT, Hanna. O que é política? Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

BENJAMIN, W. Obras escolhidas: magia e técnica, arte e política. Trad. Sergio Paulo Rouanet. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1994. 4ª ed.

BONINO, José Miguez. Rostos do Protestantismo Latinoamericano. São Leopoldo/RS: Sinodal, 2002.

COMAROFF, J & COMAROFF, J. Etnografia e imaginação histórica. Tradução de Iracema Dulley e Olivia Janequine. IN: Proa – Revista de Antropologia e Arte [on-line]. Ano 02, vol.01, n. 02, nov. 2010. Disponível em: http://www.ifch.unicamp.br/proa/TraducoesII/comaroff.html , acesso em: 28/12/2012.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, trad.Marcio da Fonseca e Salma Muchail, 2004

FOUCAULT, Michel. Le souci de soi. Paris: Gallimard, 1984.

SILVA, Anaxsuell F. Poética da existência: Rubem Alves, história de vida, tramas e narrativas. Tese (Doutorado em Ciências Sociais). IFCH/Universidade Estadual de Campinas, 2014.

SILVA, Anaxsuell Fernando. Da teologia protestante à libertação da teologia: a biografia de um intelectual protestante. Revista Brasileira de História das Religiões, v. 9, n. 27, p. 35-65, jan./abr. 2017 (a).

SILVA, Anaxsuell F. As cores do crepúsculo: fabulação, teologia e literatura em Rubem Alves. Estudos de Religião, v. 31, n. 2 • 261-284 • maio-ago. 2017 (b)

SINNER, R. von (Org.); WOLFF, Elias (Org.) ; BOCK, Carlos Gilberto (Org.) . Vidas ecumênicas. São Leopoldo; Porto Alegre: Sinodal; Padre Reus, 2006. 195p


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Indexadores

A Revista Relicário é indexada nas seguintes bases:

 

 


Revista Relicário - ISSN 2358-8276 - Uberlândia/MG - Brasil